IMPACTOS ECONÔMICOS DO DESASTRE DA SAMARCO

  • Fabiano Martins Carvalho dos Santos Centro Universitário Augusto Motta, UNISUAM, Brasil
  • Hugo Almeida Carlos Satiro Centro Universitário Augusto Motta, UNISUAM, Brasil
  • Paulo César Encarnação Centro Universitário Augusto Motta, UNISUAM, Brasil
  • Maria Geralda de Miranda

Resumo

Este estudo buscou verificar o modo pelo qual a catástrofe ambiental provocada pela Samarco impactou as atividades econômicas das regiões mais afetadas, como Mariana, em Minas Gerais. Os dados para o estudo foram buscados em instituições públicas e privadas, como no Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, MDIC, Departamento Nacional de Produção Mineral, DNPM, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, IBGE, Bolsa de Valores de São Paulo, BOVESPA, Companhia Vale do Rio Doce (CVRD) e Instituto Brasileiro de Mineração, IBRAM. Primeiramente, foi apresentado um breve histórico da mineração nos âmbitos local e nacional e a seguir fez-se uma análise da participação econômica da atividade mineradora em nível nacional e em nível local. Por fim, após a apresentação de dados, realizou-se uma discussão, a partir de Ignacy Sachs (2002), que mostra que a miopia do lucro, que enfatiza os ganhos em curto prazo, foram os responsáveis pelo desastre e que tal prática precisa ser fortemente combatida, pois acaba por menosprezar aspectos socioambientais tão importantes quanto os financeiros, desconstruindo toda a relevância econômica da atividade alcançada ao longo dos anos.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Professor no Instituto Federal do Paraná. Mestrando em Desenvolvimento LocaL na Unisuam. Possui graduação em Sistema de Informação pelo Centro Universitário da Cidade (2004). Tem experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Engenharia de Software e Gestão de Projetos.

##submission.authorWithAffiliation##

Mestre em Desenvolvimento Local, MBA em Estratégia Empresarial e Inteligência Competitiva, Pós - Graduado em Marketing Estratégico e Graduado em Turismo. Professor de Turismo e Hotelaria - SENAC/RJ e Consultor de Negócios Sociais.

##submission.authorWithAffiliation##

Possui graduação em Biblioteconomia e Documentação pela Universidade Federal Fluminense (2004). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Apoio ao Ensino-Aprendizagem do Instituto Federal Fluminense, campus Itaperuna. Concluiu o Programa de Mestrado Profissional em Desenvolvimento Local pelo Centro Universitário Augusto Motta - UNISUAM.

Maria Geralda de Miranda

Mestre em Literatura Comparada com ênfase nos estudos culturais pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e Doutora em Letras com ênfase em estudos pós-coloniais, também pela UFF. Professora do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Local, do Centro Universitário Augusto Motta, UNISUAM.

Publicado
2018-05-29
Como Citar
DOS SANTOS, Fabiano Martins Carvalho et al. IMPACTOS ECONÔMICOS DO DESASTRE DA SAMARCO. Lex Cult Revista do CCJF, [S.l.], v. 2, n. 1, p. 153-168, maio 2018. ISSN 2594-8261. Disponível em: <http://lexcultccjf.trf2.jus.br/index.php/LexCult/article/view/37>. Acesso em: 19 set. 2019. doi: https://doi.org/10.30749/2594-8261.v2n1p153-168.