COLAR DE PÉROLAS: A ESTRATÉGIA CHINESA PARA DOMINAR O MAR DO SUL DA CHINA (MSC) E A REGIÃO DO OCEANO ÍNDICO (ROI)

  • Reis Friede UNIRIO

Resumo

As porções marítimas do Mar do Sul da China (MSC) e da Região do Oceano Índico (ROI) passaram a ostentar uma significativa importância no século XXI, em decorrência das inicialmente veladas, e agora ostensivas, ambições globais hegemônicas da China, que almeja conquistar um espaço de governança mundial em um novo cenário geopolítico global. Neste sentido, os anteriores ambientes conflituais, marcados por disputas territoriais, retornam à arena do “jogo de xadrez” próprio das relações internacionais, substituindo os clássicos embates ideológicos que tanto caracterizaram o contexto mundial a partir da segunda metade da centúria passada. Ainda que os novos conflitos em gestação estejam sendo travados sobre espaços marítimos situados nas regiões mencionadas (MSC e ROI), forçoso reconhecer que o ponto exato de confronto tenderá a se expandir para disputas em áreas adicionais, tais como a Antártida e a própria geórbita terrestre, fenômeno que inevitavelmente ensejará, na conjuntura geopolítica do presente século, uma Segunda Guerra Fria. Por ora, todavia, a controvérsia restringe-se e se dirige a temas que versam, estritamente, sobre os interesses econômicos e geopolíticos chineses nas localidades mencionadas, bem como na própria concepção estratégica do denominado “Colar de Pérolas”, tema que constitui a essência deste ensaio.

Publicado
2019-10-10
Como Citar
FRIEDE, Reis. COLAR DE PÉROLAS: A ESTRATÉGIA CHINESA PARA DOMINAR O MAR DO SUL DA CHINA (MSC) E A REGIÃO DO OCEANO ÍNDICO (ROI). Lex Cult Revista do CCJF, [S.l.], v. 3, n. 2, p. 13-40, out. 2019. ISSN 2594-8261. Disponível em: <http://lexcultccjf.trf2.jus.br/index.php/LexCult/article/view/247>. Acesso em: 18 nov. 2019.

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##