MEMÓRIA, HISTÓRIA E ESQUECIMENTO

  • José Carlos Teixeira Giorgis Universidade da Região da Campanha

Resumo

O presente artigo se debruça sobre os temas memória, história e esquecimento, além das relações entre esses, discutindo o papel da perpetuação dos fatos, dos acontecimentos e daquilo que os permeia. Igualmente reflete sobre o papel do historiador em evitar o olvido e dar sentido e conceito aos fatos históricos. Busca demostrar a importância e relevância dos documentos judiciais como fonte histórica uma vez que estes não se restringem a causas e vereditos, mas são a representação de um mundo e de perspectivas de suas épocas.

##submission.authorBiography##

##submission.authorWithAffiliation##

Desembargador aposentado (RS). Diretor do Memorial do Judiciário (RS). Mestre e Especialista em Direito (PUCRS). Graduado em Ciências Jurídicas e Sociais (UFRGS), História Natural (PUCRS) e Filosofia (UCPEL). Especialista em Administração Universitária (URCAMP) e Extensão em Ética e Bioética (PUCRS). Professor Emérito da Universidade da Região da Campanha. Membro do Instituto Histórico do Rio Grande do Sul, da Academia de História Militar Terrestre do Brasil, Seção RS e Academia Maçônica de Letras do RS.. Professor universitário e de pós-graduação.

Publicado
2020-09-15
Como Citar
GIORGIS, José Carlos Teixeira. MEMÓRIA, HISTÓRIA E ESQUECIMENTO. Lex Cult Revista do CCJF, [S.l.], v. 4, n. 2, p. 398-408, set. 2020. ISSN 2594-8261. Disponível em: <https://lexcultccjf.trf2.jus.br/index.php/LexCult/article/view/397>. Acesso em: 15 maio 2021. doi: https://doi.org/10.30749/2594-8261.v4n2p398-408.
Seção
Seção Memória e História do Poder Judiciário