EDUCAÇÃO INFANTIL NO CONTEXTO DA PANDEMIA: PRÁTICAS PEDAGÓGICAS PELA RESILIÊNCIA E EMPATIA

Resumo

O presente artigo busca discutir a Educação Infantil como modalidade de atendimento educacional voltado à infância, em especial no contexto da Pandemia da Covid-19. Interessa colocar em análise os efeitos dos fazeres e saberes das práticas diárias neste segmento da educação frente ao contexto do Sars-CoV-2 e o cotidiano com o novo coronavírus, inflado pelo chamamento cada vez mais intenso da resiliência, empatia, adaptação, flexibilidade, ajustamento, segurança, proteção. O que conseguimos vivenciar no tempo presente com a Pandemia por todo Brasil – apesar das legalizações e normatizações existentes voltadas à Educação Infantil – é que algumas centenas de crianças acentuaram o enfrentamento das condições já precárias existentes. O que se propõe são algumas conversas que perpassam a naturalização, em especial na Educação Infantil, de determinadas ações pautadas em capturas que entendem como necessária a conformidade das crianças aos padrões determinados.

##plugins.generic.usageStats.downloads##

Não há dados estatísticos.

##submission.authorBiography##

##submission.authorWithAffiliation##

Doutora e Mestre em Políticas Públicas e Formação Humana - PPFH/UERJ, Assessora de Direção da Creche da Fundação Oswaldo Cruz/Fiocruz; Coordenadora do Curso de Desenvolvimento Profissional para Educadores Infantis - Creche Fiocruz/EPSPJV-Fiocruz; e Professora Supervisora Educacional do Município de São Gonçalo/SG/RJ.

Publicado
2022-01-28
Como Citar
DALMEIDA, Kesia Pereira de Matos. EDUCAÇÃO INFANTIL NO CONTEXTO DA PANDEMIA: PRÁTICAS PEDAGÓGICAS PELA RESILIÊNCIA E EMPATIA. LexCult: revista eletrônica de direito e humanidades, [S.l.], v. 6, n. 1, p. 218-230, jan. 2022. ISSN 2594-8261. Disponível em: <http://lexcultccjf.trf2.jus.br/index.php/LexCult/article/view/589>. Acesso em: 03 out. 2022. doi: https://doi.org/10.30749/2594-8261.v6n1p218-230.
Seção
Dossiê Educação no Brasil: esperança, drama ou farsa?