PESQUISA E INFÂNCIA: EM BUSCA DE UMA ÉTICA COMPARTILHADA

Resumo

Esse artigo tem por objetivo abordar a questão da ética na pesquisa com crianças a partir dos percursos experienciados no interior de uma pesquisa desenvolvida coletivamente pelo Grupo [ocultado como exigência da revista, visando avaliação dos pares]. Essa pesquisa, realizada com setenta e quatro crianças em nove contextos diferentes (tais como escola, rua e redes sociais) e fundamentada nos pressupostos de uma pesquisa-intervenção, cuja metodologia se construiu com base em princípios dialógicos, intentou conhecer que experiências vivem as crianças hoje. Tendo o conceito de cronotopo, do filósofo da linguagem russo Bakhtin, que propõe indissociação entre as dimensões de tempo e espaço, como fio que entrelaça as reflexões propostas, destaca-se como resultados da análise quatro eixos principais, que estão postos no fazer específico da pesquisa em ciências humanas, são eles: a “expectativa pelo encontro”, a “ética de pesquisa compartilhada”, a “ética da voz” e a “ética do retorno”.

##plugins.generic.usageStats.downloads##

Não há dados estatísticos.

##submission.authorBiography##

##submission.authorWithAffiliation##

Doutora em Educação (ProPEd-UERJ). Pedagoga (UCAM). 

Publicado
2022-05-11
Como Citar
TRAPP DE QUEIROZ, Caroline; DE AZEVEDO MILANEZ, Fernanda. PESQUISA E INFÂNCIA: EM BUSCA DE UMA ÉTICA COMPARTILHADA. LexCult: revista eletrônica de direito e humanidades, [S.l.], v. 6, n. 2, p. 109-127, maio 2022. ISSN 2594-8261. Disponível em: <http://lexcultccjf.trf2.jus.br/index.php/LexCult/article/view/635>. Acesso em: 16 ago. 2022. doi: https://doi.org/10.30749/2594-8261.v6n2p109-127.
Seção
Dossiê Soc. e Hist. das Infâncias: interlocuções e debates sobre o campo