EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO ENSINO BÁSICO: A ARTE COMO FERRAMENTA DE SENSIBILIZAÇÃO PARA A PRESERVAÇÃO AMBIENTAL

Resumo

A Educação Ambiental (EA) é uma estratégia fundamental para sensibilizar e promover uma mudança de comportamento em relação a responsabilidade e o comprometimento com a preservação ambiental, gerando expectativas de uma maior conscientização acerca dos problemas ambientais, o que pode melhorar muito a relação do homem com a natureza e com o meio ao qual esta inserido. Nesse estudo desenvolvido na Escola Municipal Odilon de Andrade no Complexo do Alemão, estudantes do 7º e 8 º anos participaram das oficinas realizadas duas vezes na semana, uma para cada turma, entre os meses de agosto e novembro de 2015. A estratégia pedagógica diversificada abrangeu: dinâmica de grupo; leitura e interpretação de textos sobre meio ambiente e preservação ambiental; discussões sobre a história da urbanização da cidade do Rio de Janeiro; apresentação de fotos de paisagens da cidade antes e depois dos impactos ambientais; aulas de desenho; aulas de pintura; escolha e estudo das paisagens pelos estudantes; elaboração de textos sobre as pinturas realizadas. Os resultados evidenciaram que as oficinas tiveram grande aceitação por parte dos estudantes. Os quadros pintados foram expostos na Unisuam e também na Escola Municipal Odilon de Andrade e foi ainda elaborado um vídeo pela Unisuam que será utilizado na divulgação do projeto.

##plugins.generic.usageStats.downloads##

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

##submission.authorWithAffiliation##

Graduada em pedagogia com habilitação em administração e supervisão escolar do ensino fundamental e médio (1986). Especialização em Docência do ensino Superior (2006) e Mestrado em desenvolvimento local (2016) ambas pelo Centro Universitário Augusto Motta. Professora do Centro Universitário Augusto Motta.

Alan Custódio da Silva

Graduado em Biologia - Bacharelado na UNISUAM em dezembro de 2017, Técnico de Segurança do Trabalho no SENAC RIO em 2013 e Gestão de Resíduos Sólidos pela IFRJ em 2013. Atualmente, Técnico de Laboratório de Microbiologia na indústria farmacêutica SS White Artigos Dentários, atuando no setor de Controle de qualidade. Pesquisa em desenvolvimento Local atuando como Iniciação Científica no programa de Mestrado da UNISUAM.

##submission.authorWithAffiliation##

Doutor em Comunicação e Cultura (2006) pela UFRJ; Mestre em Comunicação e Cultura (2000) pela UFRJ e Graduado em Comunicação Social (1986), também pela UFRJ. Pós-Doutor em Estudos Culturais do Programa Avançado de Cultura Contemporânea-PACC/UFRJ. Foi professor do Mestrado em Desenvolvimento Local da UNISUAM. Coordenou Cursos de Comunicação de 2002 a 2015.

##submission.authorWithAffiliation##

Graduado em Licenciatura e Bacharelado em Ciências Biológicas pela Fundação Técnico Educacional Souza Marques (1981), mestrado em Zootecnia pela Universidade Federal de Viçosa (1990), doutorado em Zootecnia pela Universidade Federal de Viçosa (1998) e Pós-doutorado em Bioquímica/Enzimologia pelo Instituto de Biotecnologia Aplicada à Agropecuária - BIOAGRO - da Universidade Federal de Viçosa (2008). Atualmente é pesquisador da Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro, Professor Titular do Centro Universitário Augusto Motta.

##submission.authorWithAffiliation##

Doutora (2009) e Mestre (2000) em Higiene veterinária e processamento tecnológico de produtos de origem animal pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Possui graduação em Zootecnia pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). Atua na área de ensino e pesquisa sendo pesquisadora da Fundação Instituto de Pesca do Estado do Rio de Janeiro e professora e orientadora do curso de Mestrado em Desenvolvimento Local e do curso de graduação em Ciências Biológicas da UNISUAM.

Publicado
2018-05-29
Como Citar
DE MORAES MARTINS DA SILVA, Margareth et al. EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO ENSINO BÁSICO: A ARTE COMO FERRAMENTA DE SENSIBILIZAÇÃO PARA A PRESERVAÇÃO AMBIENTAL. LexCult: revista eletrônica de direito e humanidades, [S.l.], v. 2, n. 1, p. 169-189, maio 2018. ISSN 2594-8261. Disponível em: <http://lexcultccjf.trf2.jus.br/index.php/LexCult/article/view/42>. Acesso em: 05 jul. 2022. doi: https://doi.org/10.30749/2594-8261.v2n1p169-189.