“LEGÍTIMA DEFESA DA HONRA E OUTRAS LOUCURAS”: A RELAÇÃO MÍDIA E SOCIEDADE ATRAVÉS DO SERIADO MALU MULHER

Resumo

Este artigo examina a relação entre os meios de comunicação de massa, especificamente a televisão brasileira, e o movimento feminista brasileiro no final dos anos setenta, período em que tais movimentos estavam consolidando suas pautas e demandas no Brasil. Será apresentado a representação do feminismo no seriado Malu Mulher, através da análise de um dos capítulos, buscando entender as possibilidades de contribuição para a divulgação do movimento feminista e qual corrente feminista se tornou protagonista do seriado. Tal análise se baseia na discussão de uma das principais pautas do movimento feminista dos anos 1980 que foi a violência doméstica.


 

Referências

ALMEIDA, Heloisa Buarque de. Trocando em miúdos: Gênero e sexualidade na TV a partir de Malu Mulher. Revista Brasileira de Ciências Sociais, [S.l.], v. 27, n. 79, p. 125-137, jun. 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbcsoc/v27n79/a08.pdf. Acesso em: 29 jan. 2019.

CORDEIRO, Janaína. Do golpe de 1964 ao “milagre brasileiro”: a campanha da mulher pela democracia (CAMDE). Ação política e imaginário coletivo. Iberoamérica Social: revista-red de estudios sociales. Sevilla, v. 1, p. 49-69, 2016. Disponível em https://iberoamericasocial.com/do-golpe-1964-ao-milagre-brasileiro-campanha-da-mulher-pela-democracia-camde-acao-politica-e-imaginario-coletivo/. Acesso em: 01 de fev. 2019.

DINIZ, Simone. Violência contra a mulher: estratégias e respostas do movimento feminista no Brasil. In: DINIZ, Simone; SILVEIRA, Lenira P.; MIRIM, Liz A. (org.). Vinte e cinco anos de respostas brasileiras em violência contra a mulher (1980-2005) alcances e limites. São Paulo: Coletivo Feminista Sexualidade e Saúde, 2006. p. 7-15.

JORNAL DO BRASIL. Como é chatinha essa Malu. Caderno B, Rio de Janeiro, 30 set. 1980d.

JORNAL DO BRASIL. Delegado se irrita com a versão do paisagista. 1. Caderno, Rio de Janeiro, 20 ago. 1980b.

JORNAL DO BRASIL. Mulheres protestam contra violência do homem mineiro. 1. Caderno, Rio de Janeiro, 19 ago. 1980c.

JORNAL DO BRASIL. Televisão: A juíza Joan Klein diz que ninguém está acima da lei nos Estados Unidos. Caderno B, Rio de Janeiro,17 jun. 1980a.

REIS, Daniel Aarão. Ditadura e democracia no Brasil: do golpe de 1964 à Constituição de 1988. Rio de Janeiro: Zahar, 2014.

SOIHET, Rachel. Feminismo ou Feminismos? Uma questão no Rio de Janeiro nos anos 1970/1980. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL FAZENDO GÊNERO, Florianópolis, 2006. Anais eletrônicos [...]. Florianópolis: UFSC, 2006. Disponível em: http://www.fazendogenero.ufsc.br/7/artigos/R/Rachel_Soihet_40.pdf. Acesso em: 10 mar. 2019.

TELES, Amelinha. Breve História do Feminismo no Brasil. São Paulo: Editora Brasiliense, 1993.
Publicado
2019-12-19
Como Citar
GODOY, Clarissa de Souza Oliveira. “LEGÍTIMA DEFESA DA HONRA E OUTRAS LOUCURAS”: A RELAÇÃO MÍDIA E SOCIEDADE ATRAVÉS DO SERIADO MALU MULHER. Lex Cult Revista do CCJF, [S.l.], v. 3, n. 3, p. 73-87, dez. 2019. ISSN 2594-8261. Disponível em: <http://lexcultccjf.trf2.jus.br/index.php/LexCult/article/view/185>. Acesso em: 27 set. 2020. doi: https://doi.org/10.30749/2594-8261.v3n3p73-87.