A “PÓLIS” REPRESENTADA PELA “POIESIS” FEMININA: REFLEXÕES SOBRE A TRAJETÓRIA DA MULHER NA CÂMARA DOS DEPUTADOS BRASILEIRA

  • Carla Maria Martellote Viola EMERJ - IBICT/UFRJ

Resumo

Mais do que uma questão de gênero, o crescimento da representatividade da mulher na política diz respeito a gênese da democracia que contempla em suas bases estruturais, princípios que permitem a mulher condições de equidade na disputa dos pleitos eleitorais. Nesta perspectiva, o objetivo precípuo do artigo é elucidar os percalços encontrados pela mulher que deseja uma vaga na política brasileira, além de apresentar considerações sobre normativas eleitorais e partidárias, breve histórico das principais representantes femininas na política e levantamento da quantidade de candidatas a Câmara dos Deputados e deputadas federais. Quanto ao procedimento, o estudo é bibliográfico e de levantamento, centrando-se na localização de informação sobre a mulher na política e quanto à abordagem, a averiguação é qualiquantitativa por se preocupar com o aprofundamento do quantitativo e a compreensão de aspectos sociojurídicos que influenciam a mulher na trajetória política. Conclui-se que a representatividade política ‘polís’ brasileira passou a ter condições mais favoráveis e está em fase de expansão. Infere-se que a ‘poiesis’ feminina na política é viável e exequível.

##submission.authorBiography##

##submission.authorWithAffiliation##

Advogada, Publicitária e Docente. Doutoranda e Mestra em Ciência da Informação (PPGCI/IBICT/UFRJ/2018), graduada em Comunicação Social/Propaganda e Publicidade (FACHA/1985) e em Direito (Universidade Santa Úrsula/1997). Pós-graduanda em Gênero e Direito (EMERJ/2018-2019), pós-graduada em Gestão Estratégica da Comunicação (IGEC/FACHA/2011) e Direito do Consumidor Responsabilidade Civil (AVM/Candido Mendes/2013) com complementação em Didática do Ensino Superior. Membro do grupo de pesquisa Perspectivas Filosóficas em Informação (Perfil-i) do IBICT/UFRJ, pesquisadora-colaboradora do projeto de pesquisa FARMi, especialmente no eixo InfoGend que articula investigações sobre igualdade de gênero, direito da mulher e acesso à informação, do grupo de pesquisa Gênero, Ciência, Tecnologia e Sociedade do IBICT/UFRJ, do Comitê de Defesa dos Usuários de Serviços de Telecomunicações (CDUST); do Conselho de Usuários da Região Sudeste (OI TELEMAR/2015/2019) e Membro do Movimento das Mulheres Advogadas (MMA). Atua na área Jurídica em Direito Imobiliário, do Consumidor e Responsabilidade Civil com experiência no zelo pelos objetivos do cliente e na manutenção e integridade dos seus bens, facilitando negócios, preservando interesses individuais e coletivos, 

Publicado
2019-10-10
Como Citar
VIOLA, Carla Maria Martellote. A “PÓLIS” REPRESENTADA PELA “POIESIS” FEMININA: REFLEXÕES SOBRE A TRAJETÓRIA DA MULHER NA CÂMARA DOS DEPUTADOS BRASILEIRA. Lex Cult Revista do CCJF, [S.l.], v. 3, n. 2, p. 165-181, out. 2019. ISSN 2594-8261. Disponível em: <http://lexcultccjf.trf2.jus.br/index.php/LexCult/article/view/181>. Acesso em: 18 nov. 2019.