A ASSISTÊNCIA E O ESTADO DE BEM ESTAR SOCIAL NO BRASIL

  • Ana Beatriz Borges Ramos Duarte UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO RIO DE JANEIRO - UFRRJ

Resumo

As políticas de assistência enquanto políticas sociais estão associadas ao desenvolvimento do Estado do Bem Estar Social. Tradicionalmente, as associações religiosas desenvolveram, no Brasil, trabalhos sociais voluntários filantrópicos e sem fins lucrativos em parceria com o Estado, que até o século XX não havia oficializado ainda a Assistência como política pública. A Constituição de 1988 significou um marco para as políticas de Assistência, introduzindo uma reforma no sistema de seguridade social, caracterizado, sobretudo, pela descentralização político-administrativa das políticas públicas. Os maiores problemas relacionados à ineficiência das políticas de assistência no Brasil atualmente estão relacionados a dificuldades nos processos de descentralização da assistência e participação da sociedade civil nas decisões acerca das políticas públicas.

##submission.authorBiography##

##submission.authorWithAffiliation##

Mestra em Ciências Sociais pela UFRRJ, Seropédica, Brasil (2017).

Graduada em Ciências Econômicas pela UFRRJ, Seropédica, Brasil (2013).

Publicado
2018-12-14
Como Citar
RAMOS DUARTE, Ana Beatriz Borges. A ASSISTÊNCIA E O ESTADO DE BEM ESTAR SOCIAL NO BRASIL. LexCult: Revista do CCJF, [S.l.], v. 2, n. 3, p. 53-66, dez. 2018. ISSN 2594-8261. Disponível em: <http://lexcultccjf.trf2.jus.br/index.php/LexCult/article/view/101>. Acesso em: 24 mar. 2019. doi: https://doi.org/10.30749/2594-8261.v2n3p53-66.
Seção
Artigos